FETRACOM | Fetracom - Federação dos Trabalhadores no Comércio nos Estados de Goiás e Tocantins

Notícias

Notícias Filiados

13º salário será integral para quem teve jornada reduzida, diz Economia

Publicado em : 19/11/2020

Fonte : 360 Graus -

A Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia disse que trabalhadores que tiveram redução da jornada de trabalho receberão o 13º salário no valor integral. No caso da suspensão do contrato, o período que o funcionário não trabalhou não será contabilizado para o pagamento.

A informação foi publicada em nota técnica nesta terça-feira (17). A nota serve para orientar os trabalhadores e empregadores que aderiram ao BEm (Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda).

O governo autorizou que a jornada de trabalho e o salário do empregado fossem reduzidos em 25%, 50% ou 70% durante a pandemia. Os trabalhadores afetados recebem compensação do governo, podendo chegar ao valor total do que ganhariam de seguro-desemprego se tivessem sido demitidos.

O programa celebrou 19,07 milhões de contratos. Atingiu 9,8 milhões de trabalhadores e 1,46 milhão de empregadores.

De acordo com a nota técnica, os trabalhadores com jornadas de trabalho reduzidas devem ter as parcelas pagas do 13º salário com base na remuneração integral, inclusive para aqueles que estiverem com a jornada de trabalho reduzida em dezembro.

Trabalhadores que tiveram o contrato suspenso vão receber o pagamento do 13º de forma proporcional ao período que trabalharam. A exceção é para os casos em que os empregados prestaram serviço por mais de 15 dias no mês, que já estão previstos na legislação vigente, favorecendo, assim, o trabalhador.

A diferenciação ocorre porque na redução de jornada o empregado permanece recebendo salário, sem afetar seu tempo de serviço na empresa, o que permite computar o período de trabalho para todos os efeitos legais. Com a suspensão dos contratos de trabalho, no entanto, a empresa não efetua pagamento de salários e o período de afastamento não é considerado para contagem de tempo de serviço, afetando assim o cálculo das férias e do 13º.



Com pandemia, varejo elimina 75,2 mil lojas

Com pandemia, varejo elimina 75,2 mil lojas

 01/03/2021

No início da pandemia de covid-19, o empresário Marcelo de Carvalho, dono da cinquentenária Mototex, que confecciona e vende uniformes para restaurantes e condomínios, ficou com as duas lojas fechadas por três meses. Nesse período, continuou [...]




O Popular: Lockdown e Emprego no interior do Estado

O Popular: Lockdown e Emprego no interior do Estado

 23/02/2021

 SECEG

Quando falamos em lockdown, situação necessária diante de números assustadores do Coronavírus, muitos lembram de possíveis falências do empresariado. Mas o trabalhador do comércio é a parte mais fraca desta engrenagem [...]


SECEG REJEITA PROPOSTAS DE FERIADO DO CARNAVAL

SECEG REJEITA PROPOSTAS DE FERIADO DO CARNAVAL

 11/02/2021

 SECEG

Recebemos as propostas dos sindicatos patronais na tarde desta quarta-feira, 10, para abertura do comércio durante o carnaval através das seguintes trocas: 1 -  Dia 15 seria compensado no ANIVERSÁRIO do comerciário e dia 16 em data de LIVRE ESCOLHA, desde [...]






Shoppings se recuperam e já investem

Shoppings se recuperam e já investem

 08/02/2021

 O Popular

Depois de um ano desafiador para o comércio em geral, por conta da pandemia do novo coronavírus, os shoppings de Goiânia conseguiram fechar 2020 com recuperação das vendas e iniciaram 2021 recebendo novas operações. Segundo a [...]


Goiânia tem uma nova associação empresarial

Goiânia tem uma nova associação empresarial

 04/02/2021

 O Popular

Os empresários da capital passaram a contar com mais uma entidade representativa: a Associação Comercial Empresarial de Goiânia (Aceg), fundada em outubro do ano passado. O presidente da nova entidade, José Torres, afirma que o principal foco da Aceg, que [...]