FETRACOM | Fetracom - Federação dos Trabalhadores no Comércio nos Estados de Goiás e Tocantins

Notícias

Notícias Filiados

Audiência discute hoje contrato de Trabalho Verde e Amarelo

Publicado em : 11/02/2020

Fonte : Câmara Federal -

A comissão mista que analisa a medida provisória do Contrato de Trabalho Verde e Amarelo (MP 905/2019) realiza hoje audiência pública para debater a proposta que incentiva a contratação de pessoas entre 18 e 29 anos de idade, no período de 1º de janeiro de 2020 a 31 de dezembro de 2022.

A MP faz parte de um pacote de medidas do governo Jair Bolsonaro para reduzir o desemprego no País.

Ao longo desta semana, estão agendados outros dois debates para discutir o tema.

Para o debate de hoje, foram convidados representantes das Secretarias de Política Econômica e de Trabalho do Ministério da Economia; da Superintendência de Seguros Privados (Susep); da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra); da Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT); da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB); da Federação Nacional dos Corretores de Seguros Privados e de Resseguros; e do Sindicato dos Corretores de Seguro do Estado do Rio de Janeiro.

O colegiado é presidido pelo senador Sérgio Petecão (PSD-AC) e tem como relator o deputado Christino Aureo (PP-RJ).

A reunião será realizada às 10h, na sala 6 da Ala Nilo Coelho, no Senado.

O público poderá participar do debate pela internet.



Litro de gasolina tem R$ 2,05 em impostos

Litro de gasolina tem R$ 2,05 em impostos

 17/02/2020

 O Popular

Os motoristas goianos pagam cerca de R$ 2,05 de impostos em cada litro de gasolina adquirido em postos do Estado, o 5º maior valor do País. Com a alíquota de 30%, o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) é o tributo que tem [...]




Via Varejo é condenada  a pagar intervalos intrajornada

Via Varejo é condenada a pagar intervalos intrajornada

 06/02/2020

 O Popular

Uma trabalhadora da Via Varejo S/A, dona das marcas Casas Bahia e Ponto Frio, vai receber como horas extras os 15 minutos de intervalo entre o fim da jornada normal e início do trabalho extraordinário não usufruídos nos anos anteriores à reforma [...]










Trabalhadora chamada de

Trabalhadora chamada de "lenta" ganha ação

 27/01/2020

 TRT-3

O julgamento do caso foi proferido pela 10° turma do TRT da 3° região (TRT-3). A empresa foi condenada ao pagamento de R$ 10 mil reais como indenização a uma ex-funcionária que ouviu da sua gerente os nomes de tartaruga e lenta, como forma de referir-se a [...]