FETRACOM | Fetracom - Federação dos Trabalhadores no Comércio nos Estados de Goiás e Tocantins

Notícias

Notícias Filiados

Comércio aposta em setembro

Publicado em : 03/09/2019

Setembro é um mês sem datas de forte apelo comercial. Mas neste ano a expectativa do comércio varejista é de aumento nas vendas. O motivo de maior otimismo é a injeção de recursos com o início da liberação de até R$ 500 por conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e de cotas do Programa de Integração Social (PIS), conforme a Medida Provisória 889/2019, e também o pagamento da primeira parcela do 13º salário dos aposentados e pensionistas pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), iniciado no dia 26.

 

Além disso, será realizada pela primeira vez a Semana do Brasil, de 6 a 15 de setembro, criada pelo governo federal com apoio da iniciativa privada, visando impulsionar a economia. Aliada ao apelo cívico da data, a proposta é oferecer descontos e promoções.

 

Gerente de Negócios da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Goiânia, Dina Marta Correia Batista explica que a divulgação desta primeira Semana do Brasil foi feita já bem perto da data, por isso não foi possível verticalizar a programação, com ações mais coordenadas. Porém, ela observa que empresas e empreendedores de qualquer porte podem participar se cadastrando para ter acesso ao selo e ao manual de identidade visual da campanha.

 

“Essa semana foi idealizada porque temos datas comemorativas em praticamente todos os meses e setembro pode ser um mês mais forte também no comércio, como mês da Pátria, oferecendo vantagens ao consumidor”, avalia Dina Marta.

 

No ano passado, a liberação de recursos do PIS provocou reação positiva tanto na redução da inadimplência quanto no aumento de vendas, lembra Dina Marta, que estima um faturamento até 7% maior nos próximos 30 dias em relação a setembro do ano passado.

 

Em todo o País, os saques do FGTS e do PIS para este ano podem resultar em uma liberação de cerca de R$ 30 bilhões para a economia - R$ 28 bilhões do FGTS e R$ 2 bilhões do PIS. Já a antecipação da primeira parcela do 13º para aposentados e pensionistas do INSS representará uma injeção de R$ 21,9 bilhões na economia ainda neste terceiro trimestre.

 

“Todo recurso novo que entra na economia, sempre chega ao varejo”, comenta Marcelo Baiocchi, presidente da Federação do Comércio do Estado de Goiás (Fecomércio), embora considere que os valores liberados pelo governo federal sejam “muito pulverizados”. Ele acredita que os comerciantes podem aproveitar as comemorações da independência para movimentar os negócios.

 

“Só de haver crescimento, e esperamos de 3% a 5% em setembro em relação ao mesmo mês do ano anterior, já é algo muito positivo”, ressalta Marcelo.

 

otimismo

A empresária Karlla Fleury Soares Araújo, dona da loja de roupas infantis Cara de Anjo, no Shopping Cerrado, que aderiu à Semana do Brasil, está bastante otimista. Ela conta que vai decorar a loja em verde e amarelo e colocará peças em promoção, “com descontos de até 40%”, durante toda a semana.

 

Sócia-proprietária do Supermercado Cerrado, Débora Tavares Vieira de Oliveira também acredita em melhores vendas. “Vamos ter ação no Instagram, divulgando a cada dia um selo promocional de desconto de um produto, fazer decoração com balões verde e amarelo, além de promoções com ofertas diárias anunciadas na loja.”



Litro de gasolina tem R$ 2,05 em impostos

Litro de gasolina tem R$ 2,05 em impostos

 17/02/2020

 O Popular

Os motoristas goianos pagam cerca de R$ 2,05 de impostos em cada litro de gasolina adquirido em postos do Estado, o 5º maior valor do País. Com a alíquota de 30%, o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) é o tributo que tem [...]





Via Varejo é condenada  a pagar intervalos intrajornada

Via Varejo é condenada a pagar intervalos intrajornada

 06/02/2020

 O Popular

Uma trabalhadora da Via Varejo S/A, dona das marcas Casas Bahia e Ponto Frio, vai receber como horas extras os 15 minutos de intervalo entre o fim da jornada normal e início do trabalho extraordinário não usufruídos nos anos anteriores à reforma [...]










Trabalhadora chamada de

Trabalhadora chamada de "lenta" ganha ação

 27/01/2020

 TRT-3

O julgamento do caso foi proferido pela 10° turma do TRT da 3° região (TRT-3). A empresa foi condenada ao pagamento de R$ 10 mil reais como indenização a uma ex-funcionária que ouviu da sua gerente os nomes de tartaruga e lenta, como forma de referir-se a [...]