FETRACOM | Fetracom - Federação dos Trabalhadores no Comércio nos Estados de Goiás e Tocantins

Notícias

Notícias Filiados

Justiça federal do Rio concede liminar que mantém mensalidade sindical automática

Publicado em : 11/03/2019

Fonte : EXTRA -

A 3ª Vara Federal do Rio de Janeiro acatou dois pedidos de sindicatos de servidores públicos federais e concedeu liminares para manter o direito das representações de descontar a mensalidade sindical voluntária dos funcionários por meio do contracheque. As decisões são favoráveis ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro e ao Sindicato dos Servidores das Justiças Federais do Estado do Rio de Janeiro (Sisejufe-RJ). As ações questionaram a Medida Provisória (MP) 873, editada pelo presidente Jair Bolsonaro que, entre outros pontos, determinou que as contribuições de todos os sindicatos sejam feitas por meio de boleto bancário, sem desconto automático.

— Creio que são as primeiras (liminares concedidas) no País. A MP 873 levará praticamente à extinção dos sindicatos, pois exige boleto bancário encaminhado ao endereço dos filiados, algo que em alguns casos custará mais que a mensalidade. O mais importante, a MP viola diretamente a Constituição, que prevê que a contribuição será fixada em assembleia da categoria, e o desconto será descontado em folha — disse o advogado Rudi Meira Cassel, que defende os dois sindicatos.

Cassel explicou, também, que a contribuição voluntária é diferente ao imposto sindical, cobrado anualmente no mês de março. A contribuição é facultativa, e acordada em assembleia geral da categoria. Pela nova MP, essa contribuição seria paga por meio de boleto bancário, e não mais descontada em folha.

"Como a medida provisória entrou em vigor na data de sua publicação, em 01/03/2019, não houve tempo hábil mínimo para que os sindicatos reorganizem suas finanças, em função de eventual inadimplência decorrente da nova sistemática de cobrança instituída, o que lhes enseja irreparável prejuízo a seu funcionamento. Ademais, em uma análise perfunctória, própria das decisões proferidas inaudita altera pars, revela-se irrazoável a vedação para que a cobrança de contribuição autorizada pelo sindicalizado ocorra por meio de desconto em folha de pagamento", decidiu o juiz federal Fábio Tenenblat, que concedeu liminar na ação da Sisejufe.



MP que dificulta contribuição sindical pode cair

MP que dificulta contribuição sindical pode cair

 06/05/2019

 Folha de São Paulo

O governo decidiu abrir negociação com sindicatos e poderá sacrificar a MP (medida provisória) que proíbe o desconto automático da contribuição que incide sobre a folha salarial. Lideranças das principais centrais dizem que [...]





País fecha 43 mil vagas de trabalho formal em março

País fecha 43 mil vagas de trabalho formal em março

 25/04/2019

 Estado de São Paulo

Após dois meses de resultados positivos, o Brasil fechou 43.196 vagas de emprego formal em março deste ano, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quarta-feira, 24, pelo Ministério da Economia. O saldo negativo [...]


Projeto eleva isenção do IR para 5 salários

Projeto eleva isenção do IR para 5 salários

 22/04/2019

 Estado de São Paulo

Na esteira da Câmara dos Deputados, o Senado Federal também pretende votar mudanças no sistema tributário brasileiro. Projeto de lei do líder do MDB no Senado, Eduardo Braga (AM), amplia para cinco salários mínimos (R$ 4. 990,00) a faixa de [...]







Revisão simples no INSS paga atrasados de até R$ 41.678

Revisão simples no INSS paga atrasados de até R$ 41.678

 05/04/2019

 Folha de São Paulo

O aposentado ou pensionista que consegue uma revisão administrativa (solicitada no posto do INSS) e aumenta o valor inicial do seu benefício entre R$ 50 e R$ 500 pode receber até R$ 41,7 mil em atrasados, caso o benefício tenha sido concedido [...]


FGTS: Prescrição pode cair de 30 para 5 anos

FGTS: Prescrição pode cair de 30 para 5 anos

 05/04/2019

 JusBrasil

Em novembro de 2019, seu FGTS poderá estar prescrito! Sim, seu Fundo de Garantia, conhecido simplesmente porFGTS, que não depositado pela empresa poderá estar prescrito em novembro de 2019. Explica-se: Em 13 de novembro de 2014, o STF mudou o [...]