FETRACOM | Fetracom - Federação dos Trabalhadores no Comércio nos Estados de Goiás e Tocantins

Notícias

Notícias Filiados

MP pode beneficiar varejo e confecções

Publicado em : 19/08/2019

Fonte : O Popular -

A Medida Provisória da Liberdade Econômica, que foi aprovada na última quarta-feira (14) na Câmara dos Deputados, traz dispositivos que podem beneficiar especialmente pequenas empresas, com destaque para o comércio varejista e confecções. Setores que têm destaque em Goiás. O texto prevê, por exemplo, que negócios de baixo risco não precisam de alvará para começar a funcionar e libera trabalho aos domingos.

A proposta tranca a pauta do Plenário do Senado nesta semana. Aprovada como Projeto de Lei de Conversão (PLV), ela tem validade até o próximo dia 27 de agosto e é o primeiro item a ser discutido amanhã. Também apelidada de minirreforma trabalhista, porque incorporou mudanças relativas ao direito trabalhista, gera controvérsias e divide parlamentares. De um lado alguns exaltam a flexibilização do dia a dia para companhias privadas, já outros apontam perda de direitos.

Considerada conveniente por representantes do setor produtivo, ao passar pela Câmara alguns pontos da MP ficaram de fora. A intenção do governo federal é de voltar a incluir parte deles em novo projeto. Mas mesmo antes disso, há setores, como o varejista, que comemoram os possíveis impactos.

Poder abrir aos domingos e conforme a necessidade de cada comércio é uma das vantagens, segundo o presidente da Federação do Comércio do Estado de Goiás (Fecomércio), Marcelo Baiocchi. “É uma tranquilidade para o comércio ter mais tempo para faturar, até porque a maioria perdeu vendas por conta da economia desaquecida”, diz.

A retirada da necessidade de alvará para atividades de baixo risco e as flexibilizações trabalhistas, para o presidente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), Fernando Valente Pimentel, são pequenos somatórios que reduzem burocracia e gastos. Ele ressalta que pequenas oficinas de costura são exemplos de negócios que terão mais liberdade.

Goiás possui 3.047 de confecção e 385 empresas têxteis, segundo a Abit, e como outros locais que concentram a atividade com pequenos empreendedores pode sentir reflexo favorável. O presidente da Federação das Indústrias de Goiás (Fieg), Sandro Mabel, acredita que prestadores de serviço para a indústria também podem ter um aquecimento na atividade.

Para o curto e médio prazo, pontua que até legalização de negócios pode ser incentivada. “Vai ajudar no crescimento do ambiente de negócios, com mais negócios se fatura mais.”








Vendas do comércio goiano ficam estáveis em julho

Vendas do comércio goiano ficam estáveis em julho

 12/09/2019

 O Popular

Após dois meses registrando crescimento, o volume de vendas do comércio varejista no Estado de Goiás ficou estável em julho na comparação com junho, quando registrou ganho de 1,6% (em março, avançou 0,4%). Ainda assim, no ano, o [...]



Venda de carros novos tem retomada em Goiás

Venda de carros novos tem retomada em Goiás

 10/09/2019

 O Popular

Tudo indica que o brasileiro voltou a investir em uma de suas grandes paixões: a troca do carro. O mercado de veículos novos vive um momento de retomada dos negócios em Goiás. Este ano, as vendas já estão 9,4% maiores que no mesmo período de [...]


Havan abrirá mais 5 lojas em Goiás e DF

Havan abrirá mais 5 lojas em Goiás e DF

 05/09/2019

 O Popular

A gigante do comércio varejista Havan planeja abrir mais cinco lojas em Goiás nos próximos anos: três em Goiânia, uma em Aparecida e outra em Sobradinho (DF). A loja de departamentos está à procura dos terrenos mais adequados para se instalar na [...]


Caoa e Ford selam acordo para manter empregos e produção

Caoa e Ford selam acordo para manter empregos e produção

 05/09/2019

 Estado de São Paulo

Os presidentes da Ford América Latina, Lyle Watters, e da Caoa, Carlos Alberto de Oliveira Andrade, selaram ontem os entendimentos finais para a venda da fábrica da empresa norte-americana em São Bernardo do Campo (SP), no ABC Paulista, ao grupo brasileiro. O [...]


Comércio aposta em setembro

Comércio aposta em setembro

 03/09/2019

Setembro é um mês sem datas de forte apelo comercial. Mas neste ano a expectativa do comércio varejista é de aumento nas vendas. O motivo de maior otimismo é a injeção de recursos com o início da liberação de até R$ [...]


Registro de sindicatos despenca

Registro de sindicatos despenca

 02/09/2019

 O Popular

O número de pedidos para abertura de sindicatos despencou vertiginosamente em Goiás e no Brasil. Este ano, foram feitas apenas duas solicitações no Estado, segundo o Cadastro Nacional de Entidades Sindicais do Ministério da Economia, número que [...]