FETRACOM | Fetracom - Federação dos Trabalhadores no Comércio nos Estados de Goiás e Tocantins

Notícias

Notícias Filiados

Três milhões de clientes da Caixa poderão quitar dívidas com desconto

Publicado em : 29/05/2019

Fonte : Agência Brasil -

Cerca de 3 milhões de clientes da Caixa Econômica Federal poderão regularizar débitos com atraso acima de 360 dias, com descontos que variam de 40% a 90%.

O desconto varia conforme o tipo de crédito contratado e o tempo de atraso.

A campanha de regularização lançada hoje (28) pela Caixa é somente para pagamento à vista e não envolve crédito imobiliário.

A campanha de regularização Você no Azul fica vigente por 90 dias em todo o país. O atendimento pode ser feito pelo site www.negociardividas.caixa.gov.br, pelo telefone 0800 726 8068, opção 8, nas redes sociais do banco (facebook/caixa e twitter.com/caixa) e nas agências.

As dívidas dos clientes totalizam R$ 4,1 bilhões e expectativa do banco é recuperar R$ 1 bilhão ao oferecer os descontos.

Os valores das dívidas variam de R$ 50 a R$ 5 milhões, em contratos sem garantia ou com garantia insuficiente ou considerados de difícil recuperação.

Do total de clientes inadimplentes, 2,6 milhões são pessoas físicas. Segundo a Caixa, 92% deles poderão quitar as dívidas à vista por valores inferiores a R$ 2 mil.

Os clientes pessoas físicas, em sua maioria, têm renda de até R$ 1,5 mil (60%), seguidos pelos que têm renda de até R$ 3 mil (23%), até R$ 5 mil (9%) e acima de R$ 5 mil (8%).

A maior parte das dívidas é de crédito consignado (24,7%), seguido por cartão de crédito (18,1%), cartão de material de construção (15,2%), renegociação de dívidas (15,2%), crédito pessoal (13,8%), rotativo (11,7%) e microcrédito (2%).

Pagamento à vista

A Caixa também oferece a renegociação para 320 mil empresas, sendo que 65% delas têm a possibilidade de quitar a dívida à vista com valores inferiores a R$ 5 mil.

No caso das empresas, a maior parte das dívidas é de renegociação (34,3%). Em seguida, vem capital de giro (25,4%), rotativo (19,9%), parcelados (15,6%) e cartão de crédito (4,7%).

A Caixa vai oferecer ainda o atendimento em cinco caminhões em grandes cidades, fará contato com clientes por meio de empresas de recuperação de crédito e enviará mensagens a celulares de clientes.








Vendas do comércio goiano ficam estáveis em julho

Vendas do comércio goiano ficam estáveis em julho

 12/09/2019

 O Popular

Após dois meses registrando crescimento, o volume de vendas do comércio varejista no Estado de Goiás ficou estável em julho na comparação com junho, quando registrou ganho de 1,6% (em março, avançou 0,4%). Ainda assim, no ano, o [...]



Venda de carros novos tem retomada em Goiás

Venda de carros novos tem retomada em Goiás

 10/09/2019

 O Popular

Tudo indica que o brasileiro voltou a investir em uma de suas grandes paixões: a troca do carro. O mercado de veículos novos vive um momento de retomada dos negócios em Goiás. Este ano, as vendas já estão 9,4% maiores que no mesmo período de [...]


Havan abrirá mais 5 lojas em Goiás e DF

Havan abrirá mais 5 lojas em Goiás e DF

 05/09/2019

 O Popular

A gigante do comércio varejista Havan planeja abrir mais cinco lojas em Goiás nos próximos anos: três em Goiânia, uma em Aparecida e outra em Sobradinho (DF). A loja de departamentos está à procura dos terrenos mais adequados para se instalar na [...]


Caoa e Ford selam acordo para manter empregos e produção

Caoa e Ford selam acordo para manter empregos e produção

 05/09/2019

 Estado de São Paulo

Os presidentes da Ford América Latina, Lyle Watters, e da Caoa, Carlos Alberto de Oliveira Andrade, selaram ontem os entendimentos finais para a venda da fábrica da empresa norte-americana em São Bernardo do Campo (SP), no ABC Paulista, ao grupo brasileiro. O [...]


Comércio aposta em setembro

Comércio aposta em setembro

 03/09/2019

Setembro é um mês sem datas de forte apelo comercial. Mas neste ano a expectativa do comércio varejista é de aumento nas vendas. O motivo de maior otimismo é a injeção de recursos com o início da liberação de até R$ [...]


Registro de sindicatos despenca

Registro de sindicatos despenca

 02/09/2019

 O Popular

O número de pedidos para abertura de sindicatos despencou vertiginosamente em Goiás e no Brasil. Este ano, foram feitas apenas duas solicitações no Estado, segundo o Cadastro Nacional de Entidades Sindicais do Ministério da Economia, número que [...]