FETRACOM | Fetracom - Federação dos Trabalhadores no Comércio nos Estados de Goiás e Tocantins

Notícias

Notícias Fetracom

Filhos De Ex-Funcionários Da Mesbla ‘Ressuscitam’ Varejista Que Faliu Há 23 Anos

Publicado em : 12/05/2022

Fonte : Estadão -

Vinte e três anos após sua derrocada, a marca Mesbla foi resgatada por dois irmãos, filhos de ex-funcionários da varejista que já foi uma gigante no passado, com mais de 180 lojas espalhadas no País em seu auge. O empreendedor Marcel Jerônimo e o advogado Ricardo Viana desembolsaram R$ 500 mil, com recursos da família, pela licença de uso da marca. A Mesbla ganhou nova roupagem, bem distante das megalojas do passado: seu formato será apenas online, por meio de um marketplace, que é aquele em que lojistas se “plugam” à plataforma.

O pai de Marcel e Ricardo, Alfeu Viana, trabalhou na Mesbla por seis décadas – seu único emprego. Ele se aposentou quando foi decretada sua falência, em 1999, quase 90 anos após sua fundação, em 1912. “Foi um período muito conturbado, meu pai sentiu muito. O baque foi muito grande”, conta Viana, que antes do investimento na varejista atuava como advogado autônomo nas áreas civil e trabalhista.

“Se eu falar que nós somos como filhos da Mesbla, não seria algo distante da realidade”, conta o advogado e agora empresário do setor de varejo. Isso porque, detalha, seu pai conheceu sua mãe, Adeilza Viana, quando os dois trabalhavam na varejista – ela era uma das vendedoras. Seu irmão e sócio na empreitada, Marcel, teve também na varejista seu primeiro emprego, aos 14 anos. “A Mesbla é como se fosse um parente.”

Não é a primeira vez que uma varejista que faliu tem uma segunda chance como marca online. O Mappin, que chegou a compartilhar o mesmo dono da Mesbla, mas também não sobreviveu, teve o mesmo destino. Tornou-se um site de comércio eletrônico após ser comprado pelos donos do grupo Marabraz, embora sem grande relevância no cenário nacional.

Interesse de décadas

De acordo com Viana, desde a falência da Mesbla, o interesse na marca sempre ficou latente, até a chegada da pandemia, quando ele percebeu, ao lado do irmão, que a marca poderia ter um novo espaço no mercado se operada digitalmente.  “Entendemos que hoje em dia há espaço para todo o mundo no mercado, que está em franca ascensão”, disse ele.  

O dado que ele traz embaixo do braço é de que, no ano passado, o e-commerce brasileiro cresceu 26,9%, comparado ao ano de 2020. O segmento teve faturamento próximo a R$ 160 milhões, de acordo com pesquisa da empresa Neotrust, responsável por monitorar 85% do e-commerce do país.


“Fui demitida com 35 colegas por vídeo”

“Fui demitida com 35 colegas por vídeo”

 23/06/2022

 BBC

Demissões em massa nas startups… "Para mim, foi uma forma muito cruel de demissão. Todo funcionário sabe que a qualquer momento pode ser demitido. Mas a notícia não deveria ser dada na frente de todo mundo, após dias sem [...]


Negociado sobre o legislado: nova decisão do STF

Negociado sobre o legislado: nova decisão do STF

 23/06/2022

 Estadão

  No dia 2 de junho de 2022, ao julgar o Tema 1046 do seu Ementário de Repercussão Geral, o STF decidiu que “são constitucionais os acordos e as convenções coletivas que, ao considerarem a adequação setorial negociada, pactuam [...]


Quase 40% dos goianos tem nomes negativados

Quase 40% dos goianos tem nomes negativados

 20/06/2022

 O Popular

Quase 40% dos goianos não conseguiram pagar suas contas em dia e estão com registro nos serviços de proteção ao crédito. Isso representa 2,150 milhões de consumidores inadimplentes no Estado, sendo 534 mil só na capital, segundo [...]




STF decide que  sindicatos devem ser ouvidos

STF decide que sindicatos devem ser ouvidos

 09/06/2022

 G1

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quarta-feira (8), por 6 votos a 3, que é obrigatória a intervenção prévia dos sindicatos para que uma empresa faça a demissão em massa de trabalhadores. Segundo a decisão do STF [...]










Prazo para entregar declaração do IR entra na reta final

Prazo para entregar declaração do IR entra na reta final

 18/05/2022

 Folha de São Paulo

O prazo para a entrega da declaração do Imposto de Renda 2022 entra na reta final. A data-limite é o próximo dia 31 de maio. Quem é obrigado a declarar e atrasa a entrega paga multa mínima de R$ 165,74, limitada a 20% do imposto devido no [...]